quinta-feira, outubro 12, 2006

Me deu uma vontade de não estar aqui...

Estou com vontade de estar lá... no Brasil, na praia. Acabei de ler o blog da Monica, ela contando sobre a visita ao Rio, falando sobre camarão, água de côco, pizza, Barra, Copacabana... ai.

Aí eu entro no blog da Pry, e toca aquela musica melosa, mas que eu amo...eu eu fico assim, cabisbaixa, com vontade de chorar...

As coisas podiam ser mais fáceis né. Ou eu deveria me contentar com a prainha daqui... mas tá um frio danado, e seu eu não fui no verão, quem disse que eu vou agora?

Quanta desculpa...acho que na verdade estou nostálgica. Embora me sinta abençoada pela minha "nova" família, deu uma saudadezinha da vida de solteira, de não ter tantas responsabilidades, de poder ir e vir sem tanta enrolação, sem tanta satisfação. Entende? Pois é, super egoísta da minha parte, mas daqui a pouco passa. Espero.

Engraçado...lembro que quando solteira tudo o que eu queria era um namorado; quando cuidava das crianças dos outros, tudo o que queria era cuidar da minha; quando estava no Brasil, tudo o que eu queria era estar em outro país. Mas aí o dia amanhece e percebo que tenho isso, e mesmo assim, porque há dias que a gente não se satisfaz? Porque a grama do vizinho é sempre mais verde?

Ai... vai passar, vai passar...

7 comentários:

Christina disse...

Oi,Cynthia.

Te entendo perfeitamente. Tambem vivo esse drama. Saudades do Brasil e da minha vidinha de solteia. Encontrei alguem que tambem passa por isso. Me sentia super culpada por as vezes desejar mais tempo para mim, minha liberdade de volta etc. Mas por outro lado nao consigo ficar longe do meu filhinho. Assim como vc, eu tambem desejava uma familia, casa, filhos e tambem morar em outro pais e... agora eu tenho tudo isso e me sinto nostalgica. Vai entender! Coisas de ser humano. Sou capixaba, tenho um filho de 16 meses, sou casada com um americano e moro em Plainfield -IL desde 2004. Parabens pela linda filhinha. Leio sempre o seu blog. Grande abraco e fique com Deus.

Claudia disse...

Cyn, é assim mesmo.. a gente é humana né? Nostalgia faz parte, mas você tem uma família linda... uma Rebequinha que é um tesouro e um maridão do lado. O resto vem com o tempo.. :) se cuida viu e me conta quando vai ser a mudança!

Pry disse...

Te entendo Cyn.. as coisas nao sao muito faceis, mas quem disse q era pra ser? acho q se fosse nao teria muita graca..mas vai passar..digo isso pq sinto as vezes.. mas nem tenho muita saudade da vida de soltera, vai ver pq aproveitei bastante.. e agora eh so curtir essa nova vida, que tbem eh uma delicia! Ja mudei a musica..hehehe.. bjs e bom weekend!

Chris disse...

Exatamente...pq a grama do vizinho é sempre mais verde???
Eu tô numa fase qeu não posso ver nenhuma foto dos eua. Vc não tem noção da vontade que eu tô de voltar. Vontade mesmo...dessas que me faz chorar e chorar e chorar!
Tem gente que odeia, né? eu ameiiiiii esse país! mesmo com a saudade da família, fui mto feliz. mas essa mesma familia me prende aqui.
ai Deus... minha cabeça ta um nó... a friendsick so aumenta!
mas enfim... ja que estou aqui e sem coragem pra surtar, vou cuidar da minha grama, pra ver se essa fica um pouquinho mais verdinha!
beijos pra vc... pra rebs e pro brandon!

Ive disse...

Oi, Cynthia

Sempre leio o seu blog, mas nunca deixei comentario. Adcionei voce no Orkut, nao sei se lembra. Nunca comento nada, porque acho que o comentario pode ser idiota, entende? sei la...
Sou au pair, moro em CT. Lia o seu blog desde o Brasil e continuo lendo. Leio, porque gosto. Voce escreve bem e me identifico com voce. Tambem sou mais velha tenho ja 27 anos.
O seu blog eh uma referencia pra mim. Me projeto na sua experiencia as vezes pra saber como seria se fosse comigo.
Neste blog em especial nao pude deixar de comentar. Voce fala do sentimento de estar longe. E como isso doi. Voce usa a palavra certa: Nostalgia. Nao tem o que fazer nesses momentos. O que faz nos sentir assim eh a distancia. Nao tem remedio pra essa dor.
Mesmo ainda estando aqui soh por 4 meses (quero ficar 2 anos), penso no Brasil e tenho vontade de estar la todos os dias, da minha vidinha... Mas ao mesmo tempo tenho medo de voltar e encarar a realidade de um pais subdesenvolvido tendo experimentado o comforto de primeiro mundo.
Eh, amiga... Infelizmente eh assim para termos certas coisas precisamos abrir mao de outras, fazer escolhas.
Feliz de quem nunca experimento isso, que soh ficou no sonho.
E eu que achava que ja era madura o suficiente e nao me surpreenderia tanto com a experiencia de uma vida no exterior.
Nossa falei tudo e nao falei nada... Ficou confuso?
Ate Mais!
Ive

Anônimo disse...

porque normalmente a gente vive olhando pro passado ou pro futuro [vesga(o)]e não vive o Agora que é onde a vida tá. :o)
beijosss
lilia

Kennya disse...

Oi, gostaria de conversar com vc sobre algumas coisas deste programa que vc disse ter feito a muito tempo, tirar algumas duvidas, por favor me envie um email se estiver tudo bem para vc.

grande abraço.

valibia
valibia@hotmail.com