segunda-feira, novembro 12, 2007

Brasil x Exterior

Eu já toquei nesse assunto diversas vezes... mas com o passar dos dias, e enfrentando sempre novas situações, não há como deixar de pensar na diferença Brasil x Exterior.

Para muitos dos que estão no Brasil e que não são fortunados o suficiente para levar uma vida de estrela da Globo, ou ter um familiar trabalhando no Congresso...sobra uma vontade enorme de ter uma vida melhor em outro país (já que as possibilidades no país canarinho são cada vez menores), ou um amor sem limites à "pátria amada", que significa bem mais do que isso...é jamais pensar na possibilidade de viver longe da família e os amigos, amor tanto que, mesmo sabendo de possibilidades melhores, nada os tira da "terrinha".

Bem, cabem bem mais de 200 países na palavra "Exterior". Muitos oferecem condições de vida muito melhores das oferecidas no Brasil, e outros...bem piores. É por isso que, viajar e conhecer outros locais (cidades e países), não só aprimora a cultura, como abre a sua mente para outras possibilidades de vida.

Começando pelo Brasil... todo mundo fala sobre isso, mas é absurda a diferença de vida que pessoas de uma mesma nacionalidade podem estar vivendo sob a mesma pátria. Imagine então quando você sai da sua vidinha do interior, ou a sua rotina suburbio-praia no feriado-suburbio-praia e conhece outra nacionalidade. É fascinante!

É por isso que a frase acima faz todo o sentido pra mim: "Vivemos todos sob o mesmo céu, mas nem todos têm o mesmo horizonte". Pura verdade!

E olha que falo isso sem (ainda) ter viajado tanto assim. Muitos dos meus conhecidos já viajaram metade do mundo. Eu ainda nem conheço duas mãos cheias de países. Mas já é ótimo pra ter-se uma noção bem boa do que está mundo afora.

E quanto mais eu moro nos EUA, menos vontade eu tenho de voltar. Não me entenda mal. M-o-r-r-o de saudades da minha família (e incluo TODOS nessa frase), e meus amigos (todos também). Acho que o Brasil tem lugares lindos pra visitar... sou brasileira da gema...mas não sou hipócrita. E quanto mais tento achar coisas no Brasil ou no brasileiro que são únicas... mais descubro que não estão nem perto de serem únicas.

A gente tenta se convencer que a nossa cultura é a melhor e tal...que somos os mais amigáveis, os mais alegres (mesmo na pobreza), os mais, os mais, os mais.... e assim continuamos, tentando sempre tapar o sol com a peneira. E tentamos esquecer da pobreza, a violência, a corrupção, a vergonha. O que me orgulho mesmo é do futebol. Quem dera o Brasil levasse tudo à sério como eles levam o futebol. O Brasil seria hoje, sem dúvida, um país do primeiro mundo.

Sei que tem gente aí pensando em como eu não tenho coração, e como posso dizer uma coisa dessas. Saiba que as vezes eu até me contradigo. E penso o quanto é errado ir contra as minhas raízes. Há dias que sou mais Brasil, outros que sou pró-exterior. Mas no geral, é assim que me sinto. É difícil ficar tentando o tempo todo criar aquela fantasia de um país maravilhoso que é o nosso...e que não existe! Eu tento, tento, tento falar mil e uma coisas lindas à nosso respeito, mas no fundo...o que sobra de bom, são aquelas famosas 2 coisas que realmente nos destacam sobre os outros países...o futebol e o carnaval. O samba e as modelos da Victoria's Secret. E a gente continua irado quando mencionam o nosso governo e a violência. Por que será?

O que acontece é que o que nos apega ao Brasil não é o país em sí. É a nossa família, os amigos. As pessoas que amamos. É aquele sentimento de "aqui estou em casa", "comigo ninguém mexe" e "aqui eu posso ser eu mesmo". Não adianta, se a pessoa não é segura de sí, ou não tem um tanto de sangue explorador e ansia de viver algo diferente do que já está acostumado, ficar no país de origem deve ser mesmo a melhor decisão.

Mas para muitas pessoas como eu, depois que vc descobre como é viver mais livre, sem ter tanto medo que será assaltado na próxima esquina, sabendo que o governo não é tão corrupto assim, que os seus filhos poderão ter uma boa educação, que com o salário de uma semana você pode comprar um dvd, um playstation, um celular e até uma televisão...você acaba percebendo que isso sim, é vida.

Veja bem...sei muito bem que nenhum país é perfeito e nunca será. Há coisas no EUA que não concordo (como no assunto saúde, ou guerra). É por isso que não estou cuspindo no prato que já comí. Tanto que volto ao Brasil sempre que possível... não só pelos conhecidos, mas pra mostrar ao Brandon alguns dos lugares e coisas boas que nos restam. Mas depois de conhecer e viver outra vida... é duro voltar, e olhar pra trás e bater no peito dizendo que o Brasil é o melhor lugar do mundo. Temos muito, muito o que melhorar pra chegar lá.

Diga aí...o que você pensa sobre o assunto?
Netflix

A maioria dos que moram nos EUA conhecem... e para os que gostam de assistir filmes e seriados, digo que é uma das melhores coisas que já começaram - Netflix (ou Blockbuster -que tem um programa parecido).

Você escolhe o programa que quer: receber 1, 2, ou mais dvd's de uma só vez. Você vai no website, faz a lista do que quer assistir, e eles vão chegando pelo correio. A melhor coisa é que vc não tem data pra devolver. Pode demorar 1, 2 dias, 1 semana, 1 mês ou dois. Eles nunca mandam emails pedindo pra vc devolver os dvd's. Claro... a mensalidade continua rolando...mas é tão barato - considerando o quanto custa alugar um dvd numa locadora normal - que vc nem se estressa.

Eu recebo só 1 por vez, e pago apenas $8.99 por mês. Recebo, assisto, coloco na minha caixinha do correio de novo, e o selo já é pago por eles. As vezes me empolgo (ultimamente estou viciada no Grey's Anatomy)...recebo, já assisto, coloco na caixinha e dalí dois dias já recebo outro. Outras vezes recebo outro dvd que sem sei bem porque coloquei na lista...acabo não assistindo, e o dvd fica alí...esquecido. Uma vez esquecí um deles por quase 2 meses...Aí lembrei de devolver.

Não é o máximo?!

Mas, o que quería mesmo dizer... será que esse programa daría certo no Brasil, do jeitinho que é aqui? Imagina... eu assisto...vou lá na minha caixinha do correio e coloco lá.

Isso mesmo...coloco à tarde, ou à noite...e só no dia seguinte o carteiro vem pegar...

E levanto a bandeirinha vermelha para o carteiro ver que tem uma carta pra ele levar. E fica lá...e ninguém rouba. E eu nem penso nisso, porque não tenho porquê ter essa preocupação. Sabe... no fim a gente vai aprendendo à não pensar nessas coisas....

Ps.: Juliana Moretto - o vídeo da última palestra de Randy Pausch que mencionei (ele que esteve na Oprah), você encontra aqui . Enjoy!

17 comentários:

Luciana disse...

Como dizia Tom Jobim: "Morar no exterior é bom, mas é uma merda; morar no Brasil é uma merda, mas é bom".

E foi assim que eu entendi o que eu sentia.

Sergio e Marilena disse...

Olá Cynthia,

eu entendo perfeitamente o que vc sente e concordo totalmente. Morei apenas 6 meses nos Estados Unidos e desde que voltei só penso em ir embora de novo. Para mim, ter saído do Brasil abriu uma cortina que não consigo mais fechar. É claro que não é facil deixar pai e mãe, deixar os amigos de tantos anos e a vidinha toda estabelecida que a gente tem por aqui. Mas quando penso na sensação de liberdade, na tranquilidade, nas possibilidades todas que não temos em solo brasileiro e nos 3 filhos que eu corajosamente trouxe ao mundo, entendo que sair do Brasil será a minha melhor escolha neste momento.

Um abraço,

Marilena

Cris disse...

Cynthia:

Você está certíssima!!!!

Bj,

Cris

Mônica disse...

amo o Brasil demais mas essa ultima vez que estive la me fez ter ceteza que quero ficar aqui...continuar batalhando pelos meus sonhos aqui...pode ser que isso um dia mude mas concordo com vc e genero, numero e grau.

beijocas

gisele "au pair 2008" disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ingrid de Oliveira disse...

Nossa, Cyn!

Com esse post vc pareceu eu falando daqui do Brasil. Todo mundo fala que eu fico cuspindo no prato que como, mas é a pura verdade! Aqui não existe civilização... a gente sobrevive na cara e na coragem!
è dificil... e vc está certíssima!
Não volta não!
A Rebecca merece crescer num país civilizado e tranquilo!!

Bjss

gisele "au pair 2008" disse...

Cyn como sempre vc dando um show nos seus posts.

I agree. Moro no Brasil e vou fazer au pair em 2008, mas sei que a diferenças de Brasil x EUA são inegualavéis, acho que o problema não é a pobreza, corrupção e crimes que transforma o Brasil no que é mas sim as pessoas é a nossa cultura. Aqui as pessoas não tem educação e respeito. Tenho certeza que vou me deparar com essas diferenças entre outras aí, pois muitas pessoas já me disseram. E acho que quando eu voltar vai ser pior, pq sempre vou comparar. Mas vc disse tudo... o que tenho como referência não é meu país e sim os meus... pais, amigos, familiares... Como seria bom ter todos um um lugar melhor para se viver... mas, a vida não eh assim. Então... ou nos acostumamos com a saudade ou com a sacanagem! Não sei o que é pior!

Ana Paula Soldi disse...

Eu já morei em dois países diferentes nesses últimos 10 anos que sai do Brasil e sem dúvida nenhuma tive muito mais oportunidade do que se estivesse morando lá.(Infelizmente)Seria tao bom ter tudo que tenho aqui mais ao lado das pessoas que amo. beijossssssssssssssssss

Lucia Stevenson disse...

Eu concordo com tudo o que voce falou nesse posting. Eu ja estou morando nos USA por 15 anos, desde que meu pai foi transferido a trabalho pra ca. Entao, eu praticamente acabei o segundo grau e logo em seguida me mudei pra Pittsburgh. Nunca dirigi nem trabalhei no Brasil entao nao tenho essa experiencia. Mas continuo mantendo contato ate hoje com muitos dos meus amigos e sei tb por eles como a vida la e' dificil.

Sinto muita saudade dos meus amigos, meus parentes e principalmente daquela epoca de quando morei la. Mas ja tendo passado a maioria da minha vida adulta nos USA eu posso dizer com certeza que nao tenho vontade nenhuma de um dia voltar a morar no Brasil. Alem de ter minha familia aqui, como voce, casei com um americano e tenho um emprego otimo no qual estou desenvolvendo minha carreira.

Aprecio o fato de poder viver num pais seguro (pelo menos na cidade onde moro), onde posso ter 2 carros, comprar e poder usar o que quiser por ai sem perigo de ser assaultada ou pior. Agradeco o fato de ter um emprego com uma compania que aprecia e respeita os funcionarios(e nao tira vantagem) e como voce disse, poder praticamente comprar o que quiser com um salario de somente uma semana. Nao ia conseguir me adaptar la sendo que teria que mudar o tipo de vida que levo agora.

E' triste dizer que vao fazer 10 anos que nao visito o Brasil (por varios motivos, um deles devido a minha mae ter estado doente com cancer durante mts desses anos), mas confesso que tenho ate medo de voltar la. Sendo carioca, so escuto historias de violencia no Rio nao so nos noticiarios, mas tb dos meus amigos. Estou com meu marido ja fazem 11 anos e ate hoje ele ainda nao conheceu meu pais. Temos planos de comecar a viajar mais comecando ano que vem, mas o Brasil ainda nao esta na minha lista. Quem sabe um dia novamente?

Sonho Meu disse...

Queria ter a vida que tenho aqui, morando no Brasil, falando a minha lingua. Como sei que isso é impossivel, eu amo os States. E digo mais... como nao vou amar um pais que nos dar a tranquilidade que a gente nao encontra no Brasil? Um pais que nao precisa colocar barras de ferro nas suas janelas e portas, muros ao redor da sua propriedade, alarmes e cadeados nos seus carros etc etc.
Assino embaixo e concordo plenamente contigo Cynthia.
Eu amo o Brasil, meu povo, minha familia, o Brasil tá na minha alma, sou brasileira...mas so voltarei um dia quando o pais entrar nos eixos. Até lá..."vou ficando por aqui, que Deus do ceu me ajude".
Bjos,
me

Fabiane Ferraz disse...

Amo o que deixei pra tras no Brasil como familia, amigos e acho que se tivesse a possibilidade de te-los aqui ao meu lado nao pisaria em solo brasileiro tao cedo. Amo as praias brasileiras mas isso da-se um jeitinho (nao brasileiro!)

Em relacao a netflix, nunca usei. Uso a Redbox que e 2 minutos da minha casa e pago so $1 por filme. Funciona pra nos.

Bj

geane disse...

menina, como vc escreve bem,vc simplismente consegui expressar todo,o que eu penso

Laura disse...

O que nao dar pra engolir no Brasil mais de jeito nenhum eh a falta de seguranca. Um absurdo que as pessoas nao possam mas nem sair na porta de casa no meio do dia. Apesar do amor tremendo e da falta que eu sinto da minha terra e do meu pessoal que ainda mora la, eu vou pouquissimas vezes, porque se tem uma coisa que eu me desacostumei rapidinho morando aqui, foi aquele medo que todo mundo tem de botar a cara na rua o tempo todo la no Brasil. Aqui nao tem isso, ne?
Concordo com o exemplo ai do Netflix (que eu tambem tenho e nao posso ficar sem). La no Brasil nao daria certo nao.
Mas que a saudade eh grande, sempre, isso eh. Eu choro bastante quando volto de la.

Beijos

Cristiane disse...

Oi Cyn!
Concordo 100% com o que você disse. Não sei nem o que escrever porque simplesmente faço minhas as suas palavras!
Beijos

Anônimo disse...

Cyntia, eu concordo com cada palavra que voce disse. E' exatamente assim que me sinto. Voce disse tudo!
Thais Corby

Anônimo disse...

Talvez tudo isto explique em parte a vergonha que sinto da safadeza que acontece no Brasil. Pouca produção, pouca educação, muita corrupção. O país parece tomado pela busca do ganho fácil,pela certeza de que o errado é que é o certo, pela crença de que o crime compensa. Esta cultura? do levar vantagem em tudo, permeia todos as classes e todos os setores da vida social, em especial a política, onde se materializa em muita corrupção.Ou seja falta seriedade ao brasileiro, vergonha na cara.Infelizmente cada povo tem o governo que merece e que tem a sua cara porque o brasileiro é corrupto por natureza.

"Antes de reclamar da sujeira da rua, varra a sua calçada"

Eliana disse...

Concordo contigo Cynthia.
É isto que digo para as pessoas ao meu redor e ninguém entende: Tenho saudades das pessoas que eu amo, não do Brasil.
Estou nos EUA há 10 meses como au pair e vou renovar para ficar mais um ano... e aí, só Deus sabe, mas não penso de jeito nenhum em voltar para a nossa "vida sofrida".
Como boa paulistana, sei que os meus dias se resumirão à trabalho mais de 10 horas, 3 horas no trânsito por dia e pouquíssima chance de ter uma vida sossegada, alegre e poder aproveitar o que de bom tem o nosso país.
Eu digo para as pessoas que os únicos que aproveitam o Brasil são os estrangeiros, porque eles tem dinheiro para conhecer o que o Brasil tem de melhor. Eu conheço mais os EUA do que o meu país e não é falta de vontade e sim de condições.
Lamentável, mas verdadeiro...
Fica com Deus.