quinta-feira, outubro 09, 2008

Getting Back on Track...

Depois de um tempo em ‘pausa’, é quando começamos a trabalhar que notamos que a partir de agora… parece que não temos mais tempo pra nada, e que antes…quanta perda de tempo fazendo nada!

Mas, deixa eu falar….e não é que 1 ano atrás eu estava super infeliz, deprimida profissionalmente, pensando em todas as possibilidades menos a de continuar na minha área? Só o tempo mesmo. Depois de 7 anos (pois é, 7 anos!) estou de novo relembrando tudo…e parece que as coisas vão se encaixando, e enfim estou novamente me dando conta do porquê escolhi o Turismo como profissão.

Sinceramente, Turismo definitivamente não é a profissão pra enriquecer (pra quem quer que tenha essa ambição), mas viajar é e sempre foi uma das minhas grandes paixões! Aliás, como é mesmo que eu vim parar aqui?! (ok, ok…não vou contar essa história mais-uma-vez). Estou fazendo mil e um treinamentos, alguns em Salt Lake, outros online, e vejo que tenho m-u-i-t-o conhecimento e novidades pra botar em dia. Mais do que isso, quando trabalhava no Brasil - especialmente na TAM Viagens - o nosso foco era no nacional. Aparecia um Miami da vida e todo mundo já olhava pro lado, com medo do ‘exterior’. Lembra, foi aí que eu me dei conta que TINHA que aprender inglês.

Aqui na região de Salt Lake City os pedidos são em maioria Disneyland (é, da California, não Disneyworld na Florida), Mexico, Hawaii e cruzeiros marítimos - a maior das minhas paixões. E cá estou eu, fazendo um treinamento online, que é longo, cheio de testes e demora pra caramba…uma avalanche de informações, mas …guess what?!, eles dão um cruzeiro no final! No fim, nem é tão difícil assim.

O emprego é aqui em Ogden (o que era t-u-d-o o que eu queria), depois de uma entrevista na matriz em Salt Lake. Fui à entrevista porque era na minha área, mas determinada a não aceitar caso fosse em SLC. Coloquei isso na cabeça, que não queria ‘viajar’ 50 minutos pra ir + 50 pra voltar todo santo dia. Que queria ter vida e familia, e não viver para o trabalho. O engraçado é que - parece - que a gerente gostou de mim, mas depois que disse que Salt Lake era muito longe para a ‘minha situação’, um gelo tomou conta do ambiente, instantaneamente. Aquele olhar famoso, do tipo, 'te entendo', mas que no fundo no fundo quer dizer...."como assim é muito longe? Sabe quanta gente está querendo trabalhar?!" era o que estava na cara.

E eu entendo totalmente, especialmente com toda essa recessão. A coisa tá feia, feia, feia. Mas ultimamente, eu preferiría ter um emprego que não fosse tão bom, mas perto de casa, do que o que eu quería mesmo, mas longe. Coisas que a maternidade muda em muitas mulheres! Go figure.

Voltei pra casa feliz mas ao mesmo tempo desiludida, mesmo que ainda firme no que tinha decidido. Quase 3 semanas se passaram, eu mandei um email só como follow-up da entrevista, e nada. Já estava quase certa que se ainda não havia tido resposta, coisa boa não era, e não é que no dia seguinte me ligaram para outra entrevista aqui no escritório da cidade?! Quase nem acreditei. A gerente havia enviado meu curriculum para o diretor que decidiu me chamar. E a partir dalí, o resto é história…

Fico feliz porque…de repente, se estivesse mesmo aberta para o que der e vier, hoje muito provavelmente estaria trabalhando em Salt Lake, perdendo 2 horas do dia commuting, e …ganhando a mesma coisa!

De novo…trabalhar com o turismo não é estar sentada numa mina de dinheiro…but who cares?! Estou fazendo o que gosto (e muito!), as oportunidades de viagens são grandes, voltei a ajudar a realizar o sonho de férias de muita gente…e continuo perto de casa. Maravilha.

8 comentários:

Elaine disse...

OI Cyn, to muito feliz pela sua realizacao. Acredito muito que things happen for a reason. Estava no seu destino voltar a trabalhar com turismo. E como voce mesma disse "who cares" se nao paga rios de dinheiro? Acho q a realizacao numa carreira nao se da apenas com o quanto voce ganha, mas o quanto te traz em termos de estar atingindo certos objetivos.
Parabens pela conquista Cyn, Voce merece. Beijos no coracao!

Luciana Misura disse...

Que legal Cyn! E isso ai, quando a gente tem as prioridades definidas, consegue o que quer, mesmo que demore um tempinho. Curta muito a sua volta ao trabalho que gosta, e pra onde e esse cruzeiro que voce ganha hein? ;-)

Lucia Cintra Stevenson disse...

Cyn, fazer o que amamos e' a melhor coisa e a mais importante! Parabens por essa conquista! Eu mesma nao vejo a hora de um dia poder dizer a mesma coisa!

E dirigir tudo isso pra ir pro trabalho tb e' muito cansativo. E' o que faco agora e ja estou de saco cheio de perder duas horas por dia. Estamos nos mudando pra mais perto no final desse mes e vai ser um alivio tremendo!!!

bjinhos

Cristiane disse...

Que bom que tudo deu certo, Cyn! Estou procurando emprego, mas ainda fico entre ganhar bem ou fazer o que gosto. Espero que no final eu consiga balancear os dois, mas se tiver que optar, prefiro fazer o que gosto. Seria muito triste trabalhar com o que eu não gostaria fazer pelos próximos 30 anos...
Beijos

Isabella disse...

é isso aí, Cynthia! Em cada fase da vida, uma prioridade.
Eu consegui provar que conseguia trablahar de casa e posso não ter o melhor salário e nada de benefícios mas estou perto do Filhote e economizando tb.

bjs e sucesso

Cheers! Fla disse...

Oi Cyn, vc sabe que estou muito feliz por vc e tbem te entendo perfeitamente qdo diz que faz o que gosta, pois hotelaria eh a mesma coisa, mas eh o que eu adoro fazer.

bjs!

Édina Gomes disse...

Oi Cyn...
Todo mundo sabe que o dinheiro faz falta, mas o mais importante na minha opinião é estar fazendo aquilo que realmente se gota... E se é este o caso, torço muito pra que dê tudo certo pra vc...
Beijinhos....

runescape power leveling disse...

i agree your idea ! very nice blog