domingo, janeiro 18, 2015

Lá se foi...

2014. Mais um ano, veio e foi-se.

Uau.

Que ano!

Comecei a escrever este post dizendo que não havia começado 2014 com muitos planos. Aí fui comparar com o que escrevi um ano atrás, pra confirmar. E a intenção daquela época é que iría me concentrar apenas nos lado pessoal, já que de coisas materias tinha tudo o que precisava. 

Mas e aí, qual foi o balanço?!

Hmm... teve o bom, o ótimo, o extremamente maravilhoso, e umas coisinhas ruizinhas que vão afetar o meu 2015...mas a gente chega lá.

De Janeiro a Maio foi meio... meh. Quer dizer...fomos fazendo vários planos para as férias do meio do ano, o trabalho melhorou bastante, um reconhecimentozinho aqui, outro alí deu uma massageadinha no ego, mas só.  

Junho
Foi demais. Fomos passar 10 dias em Cabo São Lucas no Mexico (lado do Oceano Pacífico). Mencionei o Oceano porque realmente faz muita diferença. Aquele mar azul lindo do lado de Cancun/Riviera Maia, esquece. Aliás...mal se pode nadar lá, pois a cidade fica na ponta de uma Peninsula e há uma corrente submarina extremamente forte que torna muitas das praias proibidas para o nado. Mas...eu já sabia disso, o esquema lá é outro. A paisagem é de deserto, pescaria em alto mar é muito popular, nightlife é bem famosa...e por aí vai. Há muitos hotéis de alto nível com as vistas são espetaculares; então por isso é 'popular' tanto entre quem tem muito dinheiro, como os que não tem tanto assim. Dentre muitas aventuras, uma foi o Brandon acabar no hospital, indo de ambulância...mas isso fica pra outro post :)







Julho
Tivemos visitas de pessoas queridas!




E aí as meninas foram visitar a família na costa leste. Na verdade eu estava esperando meio que ansiosamente por essas duas semanas. Imaginem que onde moramos não temos família por perto...a minha está toda no Brasil e a do Brandon à vários Estados daqui. Então não tem aquele negócio de "a vovó vai cuidar", ou "as crianças vão passar o fim de semana com os primos". (sigh) Então, estava entusiasmada já que sabia que elas íam se divertir até com os tios, primos e avós; e eu e o marido terímos 2 semana kid-free. Foi tão bom mas ao mesmo tempo foi tão esquisito! Sabe quando a criança some por uns minutos e quando você se dá conta, é porque estão aprontando? Então...sempre tinhamos essa impressão. "Tá muito calmo, tá quieto aqui. O que está errado?! Ah...as crianças não estão aqui!" E aí eu dava aquele suspiro de alívio, tentava curtir o "me-time", mas morria de saudade ao mesmo tempo. 

Ai, vai entender essas coisas de mãe.

Agosto
Comecei a ter um monte de notícias boas! :)

Outubro
Enfim, minha mãe chegou pra passar dois meses conosco. Nada como colo de mãe, né!
Duas semanas depois, eu e o Brandon fomos para a Espanha e Portugal...e a viagem foi pra lá de especial. Logo 10 anos de casados, essa foi a nossa celebração antecipada!

Barcelona



Lisboa





Madrid

Toledo


Novembro
Meus tios e primos vieram! 
Para tudo, preciso explicar. Tenho um tio que AMO que sempre diz que vem e eu sempre viro os olhinhos, dou risada e penso "no dia que chover canivete ele vem". E não é que ele veio?!!! Presta atenção... ele começa a contar a novela de como foi 'renovar' o passaporte pra poder tentar o visto meio que de ultima hora. Aí começei a tentar lembrar se ouvi que ele havia ido pra outro país..."de repente foi pra Argentina. Todo mundo está pra Argentina". Aí pergunto..."tio, pra onde vc foi que precisou de passaporte?" E ele diz: "Não fui pra lugar nenhum, tirei pra ir te visitar"... Ai que fofo! Então esse tempo todo ele realmente tinha a intenção de vir...e o passaporte até venceu e nada. Por isso e por outras, essa visita foi mais que especial. Os meus outros tios...nem tenho que comentar, amo de paixão e sempre doi e doi mais ter que dizer adeus.






Depois, só as mulheres (eu, mãe, filhas) fomos fazer uma 'girls trip' em Austin, TX. O fim de semana foi perfeito, uma ótima forma de despedida com minha Mama.

Dezembro
Brandon faz cirurgia no ombro e fica de molho por 6 semanas. No dia seguinta minha mãe teve que voltar (foi tristeza dupla).
Mas a vida há de continuar. Felizmente 1 semana depois vou para uma viagem de familiarização em London. Como é pela American Express, e como os "patrocinadores" são ótimos, a viagem foi inesquecível. Algo que jamais poderia ter feito sozinha. 








E se começei o ano sem muitos planos, termino indo pro Mexico, Espanha, Portugal e Inglaterra?! E quase tudo de graça?! Inesperado e gratificante.

As meninas estão crescendo muito rápido pro meu gosto. A Zee é extremamente carinhosa mesmo com um temperamento forte. A Becca continua na dela, bem na escola, bem em casa e feliz da vida com a Cali - a basset hound que escolheu. 

Mas aí, qual é a parte ruinzinha? Do começo do ano até o meio, quanto estava entre muito trabalho e stress, também fiquei um tanto entediada com o dia-a-dia e com coçeira na mão pra comprar coisas que não precisava (coisinhas e coisonas pra casa, roupas, coisas para as crianças, brinquedos, bla bla bla). Tudo impulso, hoje vejo. Um dolar aqui, 10 alí, 200 atrolá, e de pouco em pouco tudo foi-se acumulando sem eu perceber muito, e aí que passei da linha e agora tenho 2015 pra reparar esse dano (rombo) financeiro. Às vezes dá aquela sensação de alguém que ganhou na loteria e 5 anos depois não tem mais nada. (Dica.... não adianta me sequestrar!) 

Felizmente, não, esse não é o drama da minha vida. É um problema temporário de alguém que não lembrou que, quando as coisas estão indo muito bem não significa que o problema das "vacas magras" foi erradicado. Foi um lapso de pensamento temporário de alguém que simplesmente... não parou pra pensar! Mas então...não dá pra ficar chorando o leite derramado, bola pra frente pra resolver esse "detalhe" esse ano. Pronto, falei.

Então.

2015 será o ano do reparo pessoal. De controlar as emoções, a carteira, a mente e a boca. De dar o meu melhor para minha família, ao meu Deus e a mim mesma.

Tá na hora.

4 comentários:

Juliana Moretto disse...

Cyn
seu post estah lindo: parabens!!
admire sua forca, garra, determinacao, alegria e muito mais.
Que 2015 seja super especial.
Beijos, Juliana

Anônimo disse...

Cyntia como vai, vc ainda mora em Dallas? Tenho um filho que mora ai e faz 14 anos que não o vejo, nem tenho o endereço, o ultimo que tive era em um lugar de nome Carrollton mas ele mudou de lá a muito tempo.
Tenho muita vontade de achar algué ai que o conheça.
Se puder me ajudar me responda.
Abraços
Malu

Sil disse...

Cynthia vai e volta estou aqui pra ler seus updates. Tenho lido seu blog por tanto tempo que sinto que te conheco. Fico tao feliz com as boas noticias e espero que de a volta por cima das noticias ruins. Se despedir da familia eh ruim mesmo. Em 2009 vim para o US como au pair e hoje casada estou lutando pra terminar a escola de enfermagem. Sei que a vida eh corrida e nao da pra ficar escrevendo tanto como antes mas pelo menos voce se esforca pra voltar e escrever aqui de vez em conta. Espero que 2015 estava melhor do que voce esperava! BTW temos uma amiga em comum no facebook. Tudo de bom, Silvana.

voldir oliveira junior disse...

Olá Cynthia, muito interessante seu blog e cheio de detalhes que fazem a diferença. Gostaria da sua ajuda, pois estou pensando em ingressar com o visto EB-5 e o estado do Texas é a região de moradia que pensamos. Achei o seu blog eme interessei por essa simpática cidade, até pq temos dois filhos hj com 4 e 11 anos e pensamos na qualidade de vida e futuro deles. Com a sua experiência poderia me informar uma média de gasto mensal para uma família com dois adultos e duas crianças de 4 e 11 anos. Preciso desses dados , pois terei o retorno do meu investimento somente após 5 anos e, nesse período terei que tentar uma vaga como prof. ed.física ( técnico volei) e minha esposa em qualquer área como baby sitter, limpeza, etc. após esses 5 anos terei um capital para investir em um negócio próprio. Espero seu contato e para isso informo meu e-mail: voldirjr@hotmail.com