domingo, março 15, 2009

Bring Sean Home!

Update: E para qualquer um que ainda tenha alguma duvida, leia esta carta...'e longa mas vale a pena: http://br.geocities.com/mundorad/resposta/cartaadvdavid.htm

Tenho fotos para colocar da minha viagem para a California, coisinhas para contar sobre o ultimo mês...mas nas últimas 2 semanas parece que estou mesmo obcecada por essa historia, que finalmente (nem tanto para o bem) veio ser abordada pela imprensa brasileira.

Não tenho nem como expressar o nojo que me tem dado "O Globo" e a revista Época. Não entra na minha cabeça como o poder e o status prevalecem no Brasil. São em momentos assim que me contenta a idéia de não morar mais lá. A injustiça é uma merda.

A imprensa tem distorcido os fatos e aos poucos mudam a opinião pública dos menos informados. Ignorancia é um saco. João Paulo Lins e Silva é um escroto. Esse sistema é imundo...

Entre tantas más informações estão as que:

* O pai, David não trabalhava. Não tinha dinheiro e era um vagabundo. Mas a avó Silvana concorda que ele pagava a hipoteca da casa.
>Como uma pessoa que não trabalha consegue pagar a hipoteca que é uma das maiores despesas de uma casa nos EUA? Impossivel.

*Bruna não aguentou...pois tinha que dar aulas de italiano para sustentar a casa.
>Pobre coitada, né? Judiação!!!! Onde já se viu uma mulher trabalhar para ajudar a sustentar a casa??? Só nos EUA mesmo!!! E desde quando um professor ganha bem aqui?

*Em 4 anos, o pai nunca veio visitar o filho no Brasil. É porque não o ama!
>Mas o que foi imposto é que se ele quisesse ver o filho, teria que assinar os documentos dando a guarda definitiva para a Bruna. Que pai amoroso daria a guarda de seu filho em troca disso?

*Ele ficou nervoso e uma vez deu um soco num armario.
> E????? Alguma vez ele à violentou? Não. Alguma vez ela disse para qualquer um, até no divorcio - sem a participação dele - que David era violento? Nunca. Nas suas proprias palavras ela disse que ela era um pai maravilhoso.

E nem me venham com a história dos $150 mil...que isso já é velho e já foi explicado um zilhão de vezes.

Mas chega... lí esse comentário depois de uma reportagem ridícula da colunista Eliane Brum -que, tenha a santa paciencia, entre outras coisas diz que tem certeza que "compartilhar o “mesmo sangue” comprova apenas quem era o dono do espermatozóide que gerou aquela criança" - e achei que demosntra muito bem o que acontece nesta história:

Por "Luciana"

O que faz então um pai perder o seu direito de ser pai?E essa então a minha pergunta. Seria o fato do pai ter por uma vez se exaltado e descontado seu stress no armario? Ou seria o fato deste pai não ter tido a sorte de ser muito bem sucedido em sua carreira e por isso teve de contar com a ajuda da esposa para dar uma vida digna a familia? Talvez este pai errou muito antes quando, mesmo sem nascer em berço de ouro se apaixonou por alguém que teve um pouco mais de sorte ao ser deixado pela cegonha. Posso ainda pensar que um pai perderia seu direito ao filho se ele então confiar que justiça vai prevalecer mesmo que leve anos. Se isso tira o direito de alguém ser pai então temos muito a fazer. Deveremos então retirar de seu lar todas as crianças cujo pai já ficou nervoso, ou não tem uma conta bancária gorda. Retiraremos também filhos de pais que se apaixoram pela pessoa errada ou que ousaram um dia ter fé e esperança. Distribuiremos essas crianças pela elite brasileira, aqueles com famílias tradicionais e carreiras brilhantes. Aí é só esperar 4 ou 5 anos e veremos a criança bem adaptada, com um futuro brilhante pela frente. Com direito a aulas de artes marcias, uma herança, uma foto na EuroDisney, e um Ipod no bolso. Ao olharmos então essas crianças felizes ao lado de seus novos e melhores qualificados pais teremos a certeza que fizemos a coisa certa. Afinal, que criança poderia ser feliz recebendo apenas amor e carinho, e uma salário de classe media?"

18 comentários:

Andressa disse...

Nossa disse tudo...
Da raiva do de assitir como o Brasil e dominado pelas "familias de sobrenome" mas que provam mais uma vez q de classe não tem nada...

Esse nosso Brasil e digno de vergonha, infelizmente....

Espero que o pai recupere o Sean ASAP e acabe com a lavagem cerebral que a familia da mãe esta promovendo nele...

Bia disse...

Cyn, adorei esse comentário! Falou mto bem essa "Luciana"!

bjs

Patricia disse...

Cyntia
As vezes acho q atrair midia atrapalha mais q ajuda.. q circo q está virando no Brasil. Mta gente quer q essa vergonha acabe logo, e que ele volte para casa. Beijos

Anônimo disse...

Cynthia vc falou tudo que eu penso sobre esse caso!Vc viu o video no you tube da entrevista da avo se contradizendo??E esse Joao Paulo que e o maior hipocrita da parada!Falou numa entrevista que o Sean deveria ficar com o pai,mas como assim ?O pai dele e o David ,nao ele!Entao por que ele nao devolve o Sean??!Ah ele se acha!!Me da uma raiva!Putzgrila sabe o David podia ter pagado a um bounty hunter ir la no Rio e rapta-lo de volta para os EUA mas nao fez ,pois ele esta fazendo tudo de acordo com a lei,e isso e uma das razoes ao qual eu me vejo ao lado do David e alem disso ele tem provas de tudo que ele fala.Enquanto os Bianchis e Lins e Silva so mentem e o pior da para provar as mentiras deles nas verdades do David.

bjs
Tammy

Dani disse...

Eu tambem estou com vergonha de ser brasileira. Muita injustica!

Janaina disse...

Oi Cynthia!! Vc falou tudo que eu penso, tudo!!! Da nojo isso tudo! Queria te pedir permissao para publicar seu post no meu blog, com os devidos creditos é claro! Me de um ok se posso fazer isso ta?

Janaina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Laura disse...

Cyn, antes de tudo, espero que voce nao pense que por ter postado a carta do pai adotivo la no meu blog, significa que eu acredito em tudo que esta escrito la.
Como eu ja disse, eu postei apenas porque morando nos Estados Unidos, esta foi a primeira vez que eu li alguma manifestacao vinda do outro lado dessa estoria.
Eu acredito que toda estoria tem dois lados, e o que a Bruna fez me pareceu tao absurdo, que me faz sim querer saber os motivos que a levaram a cometer tal ato.

Nesta estoria, sobra o menino, coitado. Uma crianca inocente!

eveline disse...

essa historia é absurda desde o inicio pois que intuito um pai teria em vir ao brasil 5 ou 6x e nunca visitar o filho apenas para usar isso contra a mãe do garoto ele estava prevendo que ela morreria? para depois falar absurdos a respeito dela? a mãe do garoto era uma filhinha de mamãe riquinha, que foi a europa e encontrou um modelo famoso com dinheiro, ao ver que a vida não é um mar de rosas, se sentiu violentada ao ter que trabalhar! "pobre coitada" afinal trabalhar como professora é tão indigno que realmente a pessoa tem que fugir pq é dureza ser pobre pq brincar de pobre é facil né?

eveline disse...

essa historia é absurda desde o inicio pois que intuito um pai teria em vir ao brasil 5 ou 6x e nunca visitar o filho apenas para usar isso contra a mãe do garoto ele estava prevendo que ela morreria? para depois falar absurdos a respeito dela? a mãe do garoto era uma filhinha de mamãe riquinha, que foi a europa e encontrou um modelo famoso com dinheiro, ao ver que a vida não é um mar de rosas, se sentiu violentada ao ter que trabalhar! "pobre coitada" afinal trabalhar como professora é tão indigno que realmente a pessoa tem que fugir pq é dureza ser pobre pq brincar de pobre é facil né?

Monica disse...

Cyn, eu estou chocada tb com essa palhaçada... o que nao faz o dinheiro dessas familias esnobes!!!!! que nojo...

Quando a Luna, ela tb esta nessa de repetir, e pior, fica assim pra mim: Mamae, o que o moço falou? (qualquer pessoa que fale comigo ela pergunta) mamae, vamos la embaixo? Sim filha vamos... Vamos? hahaha igualzinho a Becca. Delicia né?

camila disse...

Cyn, vim aqui pra deixar o endereco dessa carta do advogado brasileiro, mas voce ja tinha lido! Achei excelente, muita informacao que ainda nao tinha sido divulgada. Seria otimo se alguma revista ou jornal publicasse...

Isabella disse...

Puxa Cyn, será que hora nenhuma vc consegue se ver na mesma situação que essa moça?

Eu não conheço nenhuma das partes e não sou advogada mas sou mãe, morando nos EUA, casada com estrangeiro. Assim como MUITAS outras brasileiras.

Essa criança está no meio de uma batalha que vai marcá-lo pro resto da vida. Ele sim vai se lembrar de tudo que está sendo dito hoje.

Daqui a pouco ninguém se lembra mais das barbaridades que disse...

Uma tristeza mesmo saber que uma criança de 8 anos precise passar por isso... Com outras crianças com problemas infinitamente mais sérios...

Cynthia Zanon disse...

Mas Isabella, o que o seu comentario sugere eh que todos larguem mao do assunto e deixem o menino aonde esta, do jeito que esta.

Eu pensei sim na situacao dele, que ele esta no meio de uma batalha...mas nao acho que ficar do jeito que esta seja a solucao. Sabe quantas criancas sofrem porque ficam imaginando o que aconteceu com o pai? Porque ele 'nao gosta de mim'? Isso sim seria a sensacao dele se nao soubesse da luta do pai. Isso sim seria sofrimento.

Independendo do motivo que a mae levou a crianca...se ela nao esta mais aqui, nao ha porque nao deixa-lo retornar ao pai.Esse circo nem teria se formado se o padrasto e cia limitada tivessem aceitado que ele retornasse. Vc como mae deve bem entender esse sofrimento.

Pelo menos no futuro, ele vai saber que teve um pai que lutou por ele...

Isabella disse...

Absolutamente, Cyn, o debate é importantíssimo! O que acho cruel são alegações feitas por pessoas que desconhecem as ramificações legais e psicológicas desse caso.

Esse menino não é o único nessa situação. Porque ninguém fala das outras crianças? Porque os elementos desse geram especulações absurdas. É como reality tv.

A vida desse menino não deve ser tratada dessa forma. Não com pessoas dando palpites e desmoralizando pessoas e inventando apelidos baixos para se referir a familia dele. É muito mesquinho, muito infantil.

O caso está na mão da justiça, onde deve estar.

Eu estou pensando na vida futura desse menino. Ele pode ter ambas as famílias e, depois, mais velho, mais maduro, fazer suas próprias escolhas.

É isso.

Cynthia Zanon disse...

Eu entendo a sua posicao e pensamento...tambem acho que alguns se exaltam de forma que nao eh saudavel. Nao vou julgar a familia inteira, nao falo da avo, do tio, de ninguem, mas o padastro, sinceramente, nao consigo ter outra visao dele. Disse o que penso e essa eh a minha opiniao sobre ele.

Por outro lado, acho que eh somente por o caso ter vindo a tona, por ter sido exposto no dateline que o pai tem finalmente recebido apoio de autoridades maiores do que ele conseguiu ate entao.

Tambem concordo que a melhor saida seria a crianca poder usufruir das duas familias...deveria ser perfeito! Mas a 'familia' no Brasil nao aceita isso. Esta provado nos autos. Visita, somente se ele assinasse e desse a guarda da crianca. Entao se a familia nao tem bom senso... o que o pai faz?

Esperar ele crescer para tomar a propria decisao?! Seria justo para ele? Vc acha que viver todos estes anos esperando isso seria realmente justo?

Tambem concordo que existem outras criancas na mesma situacao...centenas de criancas 'sequestradas' que nao tem mais a oportunidade de ver os pais...e isso nao eh certo. Mas gracas `a exposicao desse caso que outros estao vindo a tona e sendo abertos ao publico. Parece que ate entao ninguem tinha mais forcas pra lutar por um sistema que parece injusto. No Brasil sao mais de 50 casos. E cada caso eh um caso...aposto que deva ter os que a mae foi embora por mil e um motivos. Talvez o pai nao mereca mesmo contato...vai saber. Eh por isso que cada caso deve ser analisado independemente...mas as portas parecem estar se abrindo.

Tambem espero que a Justica seja, de fato, justa e decida o que eh melhor para ele.

Bjs,

Anônimo disse...

Tem gato nessa stória, porquê ela iria deixar a vida ja construída nos EUA se não houvesse algo de mau ai?
Klara

Anônimo disse...

Os avós disseram q o marido batia na filha deles, por isso ela veio escondida pro Brasil.
Enquanto o pai biológico lutava pela guardo do filho,ele dizia q se ganhasse deixaria os avós maternos visitarem o neto,mas agora q ele ganhou, os avós foram ai pros EUA,e o q q o cara faz, proibe os avós de visitarem o neto, e advogada do pai fala q eles não sabiam q os avos estavam nos EUA. Além do mais, a avó falou q o pai só deixa o neto ficar só 10 minutos no telefone com eles.