quarta-feira, julho 22, 2009

1 ano....

Porquê essa dor no peito não vai embora?

Porquê esse nó na garganta não desaparece?

Porquê essa angustia, nem mesmo o tempo, faz desaparecer...?

6 comentários:

Elianne Goff disse...

Forca amiga, esta dor pode parecer eterna agora, mas um dia na eternidade voces se encontraram de novo .
Eu acredito !!!

beijos,

Lucia Cintra disse...

Isso demora muito pra passar (SE passa). Perdi minha mae ha 3 anos e meio atras e apesar da dor melhorar e aliviar um pouco com o tempo, ainda me pego chorando de vez em quando. Hang in there and take care of yourself. Nao tem outro jeito. bjos

Aline Godoy disse...

Oi querida!

Imagino como vc se sente, perder um pai deve ser doloroso demais e assim vejo como foi para o meu pai e meu tio perderem o meu avo tb ha um ano. Mas nos bem sabemos q o remedio (e nao a solucao) p essa dor eh a fe: a fe de q eles estao bem, estao amparados, continuam e sempre serao amados, a fe de q Deus esta ao nosso lado e na hora da dor temos q lembrar q temos pessoas q amamos ao nosso lado e q Deus estende Seus bracos p nos abracar e nos confortar!

E, apesar de doer, depois de tanta tempestade, qta coisa boa esta acontecendo: suas fotos ai de baixo confirmam e o melhor? um baby novinho na sua barriga e q tenho certeza q seu pai e seu avo estao muito felizes c essas conquistas!

Um beijo carinhoso e um abraco forte de conforto e amizade! Fique c o Pai!

Tatiana arcanjo disse...

Nossa, o tempo é cruel, passa muito rápido.Eu acredito que um dia nos encontraremos, enquanto isso, a saudade deve ser das boas lembranças. Com certeza ele, sua alma ou espírito, como queiram crer, está em bom lugar. Deus é que nos conforta nas perdas, através da esperança de uma vida além dessa. Eu creio. Sinta-se abraçada, meu carinho... acalme seu coração.....tem um bebê a bordo. Bençãos para vocês. Um beijo.

Anônimo disse...

Oi Cyn, não deve ser fácil, mas força.. e realmente, ele deve estar orgulhosissimo por tudo que está acontecendo com você!! Felicidades amiga! bjs..Pry

Bira Brito disse...

Velho companheiro
Que saudade de você
Onde está você?
Choro nesse canto a tua ausência
Teu silêncio
E a distância que se fez
Tão grande
E levou você de vez daqui
Sabe, companheiro,
Algo em mim também morreu
Desapareceu
Junto com você
E hoje esse meu peito mutilado
Bate assim descompassado
que saudade de você.
Zanão, tambem sinto o mesmo.
Beijo.
Tio Bira